Arquivo do mês: março 2010

Eurail

Este tópico foi feito com base no meu entendimento e com informações deste tópico do Mochileiros.com. (Acho imprescindível a leitura dele se necessitares de mais informações.)

Semana passada eu recebi, incrivelmente no mesmo dia, minha “Carteirinha de Alberguista Internacional” e meu Eurail. Por hoje eu vou escrever sobre o EuRail, amanhã falo dos albergues.

O EuRail veio cheio de coisas (me cobraram 7 Euros pela encomenda, demorou uns 9 dias). Além do passe veio junto o mapa ferroviário, um manual e uma tabela de horários dos principais trens Europeus.

O que é o Eurail

Um passe de trem que é só para estrangeiros e só pode ser comprado no país de origem, sendo impossível comprá-lo na Europa. Ele funciona por um certo período de tempo em um certo local (Para ver o passe que fecha melhor com o seu destino, acesse: http://www.eurail.com).

Por exemplo, o meu passe:

Período: 8 dias dentre dois meses.
Local: Alemanha e Dinamarca.

Oito dias dentro de dois meses? Como assim?
Calma, é o seguinte: Na primeira viagem de trem o passe deve ser validado. Ou o agente de viagens ou o cara do guichê de bilhetes deve preencher a primeira e última data do passe. Exemplo: se eu andar de trem pela primeira vez dia 14/04, o cara do guichê vai preencher as duas datas, First Day: 14/04 e Last Day: 09/06.

Não é necessário preencher todo o calendário de viagem de uma vez só, Basta registrar cada dia de viagem apenas quando usar o passe. Também, Não pode errar a data e querer arrumar, vai ser considerado fraude. Tem que ser certinho ou perde um dia de viagem.

Não existe regra nenhuma?
É, não é só pular no trem e sair andando. Dependendo do trem é necessário fazer reserva.

Existem 3 tipos de trem:
• Trens sem reservas: trens locais e regionais geralmente não exigem reservas;
• Trens com reservas opcionais: você pode fazer uma reserva se deseja garantir um assento, mas não é necessário;
• Trens com reserva obrigatória: Reservas são exigidas para muitos trens de alta velocidade como o Thalys e para os trens noturnos;

Quando você compra um passe de trem, você fica dispensando de comprar a passagem (ticket), porem em certos trens europeus, como os de alta velocidade, internacionais ou noturnos, é obrigatório fazer reserva. Para saber os trens em que é necessário fazer as reservas consulte a tabela de horários da Eurail. Eles sempre vêm indicados com um símbolo “R” na frente do horário do trem.

O número de assentos disponíveis para usuários dos passes de trem pode ser limitado, por isso a reserva deve ser feita com antecedência, principalmente na alta estação, feriados e horários de rush. As reservas podem ser feitas até 90 dias antes da viagem. É aconselhado fazer as reservas ainda no Brasil, porem também é possível fazer as reservas nas estações de trem. Caso queira fazer as reservas na Europa, faça no dia que chegar à cidade para evitar que não consiga a reserva para o dia e horário desejado.

A Economia:

O meu passe é “Youth”, que é destinado a jovens até 26 anos. Só é possível andar de 2ª classe com ele. Paguei exatos 227 Euros por 8 dias de viagens, que da uma média de 28 Euros por viagem. Para se ter uma idéia, uma viagem de Frankfurt até Hannover da entre 40 e 80 Euros e eu vou fazer no mínimo 6 viagens parecidas com essa.

Abraços

4 Comentários

Arquivado em Alemanha, Custos, Dicas, Pré-viagem, Transporte

Hannover

Agora com o meu roteiro fechado e os albergues reservados, vamos ter algum movimento por aqui.

Hoje vou falar da cidade que é tema do cabeçalho atual e que entrou “meio que sem-querer” no meu roteiro.

Decidido a passar 4 dias em Dortmund, descobri que a cidade não era tão grande assim, para me entreter todo esse tempo. Olhando a região, em volta eu teria várias possibilidades, como ir a Gelsenkirchen conhecer a Veltins-Arena (Schalke04) ou o Ruhrstadion (VfL Bochum) em Bochum. Mas todos esses estádios eram longe do centro e eu não queria ficar dependendo de Ônibus ou Trem pra fazer tudo. Até que achei a AWD-Arena, estádio do Hannover 96.

Vista da AWD-Arena em Hannover

Para um apaixonado por futebol já seria o suficiente, mas Hannover ainda tem outros atrativos. Com seus pouco mais de 500 mil habitantes, a cidade talvez não prometa ser uma das estadias mais agitadas, mas no mínimo, uma das mais bonitas.

Hannover é a sede da CeBit, a maior exposição comercial do mundo em serviços de telecomunicações digitais e TI, que em 2010 (Infelizmente) vai ocorrer nos primeiros dias de Março, e eu ainda estarei aqui em Novo Hamburgo/RS.

A cidade também é conhecida pela arquitetura. Não conta com grandes arranha-céus, Como a maioria das cidades alemãs, mas tem algumas edificações muito interessantes, como o LandesBank e a “Prefeitura Nova”.

Prefeitura de Hannover

Gehry Tower Hannover

Fiz reservas no Jugendherberge Hannover International, que é muito perto da AWD-Arena e da Estação de Trens. Descobri que também é perto do parque da OktoberFest de Hannover, mas claro que só começa no fim de Setembro. Enquanto eu estiver lá tem a frühlingsfest hannover (Festa de Primavera).

Ficarei em Hannover 1 dia completo, mais o dia da minha chegada, que provavelmente vai ser quase completo. Na hora de ir, provavelmente saia bem cedo, já que preciso estar fixado em Dortmund até a parte da tarde para ver o Jogo do Borussia x Hoffenheim no dia 16!

Abraços

2 Comentários

Arquivado em Alemanha, Cidades, Pré-viagem

Como levar dinheiro na viagem

Atualmente, essa questão é quase toda minha preocupação na viagem. Já tenho alguns euros comprados, mas eu não vou viver só com eles.

É “obrigatório” ter dinheiro consigo na entrada do país. E pelas informações que tenho, quando a alfândega te para no aeroporto, é bom você não ter demais nem de menos. Ter demais significa que você pode ficar mais tempo do que você tem na sua passagem, e ter de menos, significa que você não tem nada para gastar lá, não tem como viver lá durante o tempo de sua passagem. E esses dois casos não são bons.

O “certo”, ou pelo menos o que me recomendaram, é ter algum dinheiro em espécie e o resto em cartões Internacionais. Por isso andei pesquisando alguns desses e queria postar sobre eles hoje:

Dinheiro em Espécie

Doleira

Doleira

O ideal é não levar todo dinheiro assim, para ser assaltado e não fazer mais nada.

Quem pensa que isso é exclusividade da hospitalidade Brasileira, está muito enganado. Eu mesmo tenho amigos que passaram por isso em Londres.

Eu decidi levar comigo € 900 Euros, dos quase €1800 que vou usar na viagem (Algumas coisas já paguei aqui, como as reservas dos Hostels)

O bom é dividir o dinheiro pelo “Corpo”. Usar uma “doleira”, levar um pouco na carteira e na mochila.

O problema: Perder, ser assaltado, ficar sempre atento com tanto dinheiro e etc.

Visa Travel Money

Visa Travel Money

Visa Travel Money

É uma boa pra quem conseguiu pegar uma bela baixa da moeda ou pra quem vai fazer intercâmbio dependendo dos pais. Funciona assim:

Em uma agência de turismo, peça seu cartão. Fica pronto na hora. Ele não tem nome, só um código e vem com uma senha. Na agência mesmo você carrega com a moeda que quer; Dólar, Euro ou Libra. O mínimo é U$D 100 Dólares.

Ele é pré pago. Depois de carregado você vai gastando. Ele é aceito em todos os estabelecimentos com bandeira Visa. Só ir usando com a senha que vem junto a ele.

O problema: A recarga tem que ser feita em alguma agência daqui (pelo menos foi isso que o Sr. da agência que consultei me explicou) e o câmbio é mais caro que o Turismo. Na minha simulação ficou 4 centavos mais caro

Cartão Internacional

Tirando as taxas que um cartão internacional deve ter, é como usar ele aqui.

Algumas precauções são boas de tomar: Ir até o seu banco e conversar sobre o limite do cartão e liberar ele para compras internacionais. Já ouvi relatos de cartões bloqueados depois da primeira compra no exterior. Na última semana, meu chefe me contou que teve o cartão bloqueado por uma compra na Amazon.com. Então, para evitar transtornos, uma passada no banco é obrigatória.

O problema: A taxa de câmbio oscila, é óbvio, e pode dar alguma surpresa.

Algumas boas dicas sobre dinheiro em viagens:

http://portalexame.abril.com.br/financas/vai-viajar-veja-quatro-formas-comprar-dolar-520347.html?page=full

5 Comentários

Arquivado em Custos, Dicas, Pré-viagem