A Primeira mochila agente nunca esquece

Mochila-mala Kailash Peak 58+23

Comprar essa mochila foi tão tenso quanto comprar a passagem. Eu li muita coisa. Mas muita coisa mesmo. E pesquisei, olhei valor, mandei email e freqüentei fóruns… Nossa, bastante coisa. Ainda depois de acertar a compra, por mais incrível que pareça com uma loja aqui da minha cidade, fiquei super tenso até ter a mochila em mãos.

Ela chegou dia 12 de Novembro ao preço de R$ 439 reais.  Comprei direto da “Átria Esportes de Aventura”. Achei-a como revendedora oficial pelo site da Kailash.

Como ela chegou

Porque ela: Depois de muito ler o fórum do Mochileiros.com e muito pesquisar o Custo x Benefício de uma mochila, cheguei à conclusão que, eu não precisava de uma “Deuter de R$ 700 reais pra cima”, e sim de uma mochila grande e confortável (mochila-mala), já que não vou subir paredes nem levar barraca comigo.

Ela tem Altura de 65 a 70 cm e largura de 38 a 40 cm, com capacidade de 58 litros mais uma mochila de ataque com 23 Litros. Fechos, lugares e velcros não faltam. São, dois compartimentos na mochila de ataque, um grande compartimento na mochila grande (com um divisor) e ainda outros pequenos fechos.

A mochila grande tem um grande compartimento com abertura por baixo e por cima e um “divisor” na parte mais baixa da mochila, ainda duas pequenas “pochetes” na barrigueira. Alças pra levar por cima ou pelo lado (como mala). Tem uma alça que da pra tirar, daquelas de pendurar como se fosse mala de lado.

A mochila de ataque tem dois compartimentos, como já dito, e no menor, ele tem espaços reservados pra documentos e etc. Bem interessante. As duas são presas uma a outra por ganchos de plástico.

Também, a mochila tem uma capa (e um bolso especial pra guarda – lá), um fecho para esconder as alças da mochila e regulador de altura nas alças.

Ajuste de Altura

Sinceramente, nenhuma mochila que eu tive chegou aos pés dela, então, eu ainda estou encantado. Espero que ela não me deixe na mão lá na Alemanha e nem nos outros mochilões que eu pretendo fazer com ela.

Pra quem vem pesquisando sobre que mochila comprar, vai o resumo do que todos os fóruns dizem sobre mochilas: Vale a pena gastar mais, tente provar a mochila antes de comprar, não fuja muito das marcas tradicionais.

Eu pesquisei muito sobre a Kailash e não achei muito boas referências, mas mesmo assim, como tinha me apaixonado pela mochila, mandei ver.

Pra quem quiser ver todas as fotos da minha nova amiga, picasa.

Abraços

—————–

Atulização:

Antes de partir

Antes de partir, 9kg

Bom, fui voltei e tudo certo. A mochila se comportou muito bem. Enfrentou várias viagens de trem, 6 viagens de avião e etc.

Na ida, com um pouco de espaço sobrando ainda, 9 kilos e meio. Na volta, completamente cheia e procurando espaços pra colocar mais coisas, 13 kilos e meio.

Única coisa que eu não gostei foi da mochila pequena. Ela podia ser um pouco maior. Quase não coloquei nada nela. Eu usei a pequena todos os dias, colocava minha câmera (que é um pouco grandinha), um litrão de água, um dicionário e só coisas pequenas daí.

Na próxima viagem vou com a grande e outra “normal” no lugar da pequena.

Pro pessoal que ainda não “encheu ela”, coloquei na volta: 4 mantas, 3 calças jeans, 2 moletons, 2 casacos finos, umas 9 camisetas, 1 bermuda, vários presentes, minha câmera (uma nikon D5000) e coisas menores.

Anúncios

22 Comentários

Arquivado em Alemanha, Pré-viagem

22 Respostas para “A Primeira mochila agente nunca esquece

  1. Celena

    Comprei uma dessa também coincidentemente para ir para Alemanha. Achei seu blog tentando encontrar alguma informação sobre quanto de peso esse modelo aguenta. Só por curiosidade, quanto de peso vc já conseguiu carregar na sua?

    • Eduardo Fleck

      Oi Celena…
      Sinceramente ja enchi ela mas não pesei.
      Essa semana eu vou fazer as malas definitivamente, daí peso ela e faço um update aqui neste post.
      Quanto pagou? o que achou dela?
      abraços

  2. Leandro

    Olá, Eduardo. Cheguei no seu blog através do Mochileiros.com. Tava pesquisando sobre mochila. Tô indo para o oriente médio em dezembro e estou pesquisando qual mochila comprar. Você ainda está satisfeito com sua mochila? Abraços, Leandro.

    • Eduardo Fleck

      Olá Leandro.
      Cara, desde o primeiro uso, fui pro RJ com ela e emprestei pra um amigo que passou um mês na Europa. Ela continua intacta. Não me arrependi da compra, gosto dela
      abraços

  3. Patricia

    Ola Amigos Mochileiros,
    Nós que trabalhamos com a marca Kailash ficamos muito felizes com os comentarios! Para enviar sugestoes use o e-mail, loja@kailash.com.br.
    Abs, Patricia

  4. Fernanda

    Oi, Leandro! Também cheguei até pelo Mochileiros… Acabei de chegar de uma loja, onde experimentei esse modelo. Ela vestiu muito bem! Experimentei também a Deuter Traveller (Feminina) e uma mochila (mala também) da Trilhas e Rumos, que foi a única que não encaixou bem no quadril. Fiquei feliz em ler teu post, acho que vai me ajudar a decidir….

    Você continua satisfeito com a tua escolha?

    Um abraço.

  5. Carina

    Ola, Eduardo!
    cheguei ate seu site atraves do mochileiros.com, acho que como a maioria…rs….
    me interessei muito pela Kailash 58+23…mas estava procurando uma foto melhor da mochila de ataque…
    Queria saber se ela é acolchoada…confortavel mesmo…

    Se puder me ajudar, fico muito grata!

    Carina.

    • Eduardo Fleck

      Oi Carina!

      Olha, eu nunca tive outra mochila, então não consigo compara-lá muito bem.

      Eu gosto muito dela! Eu cheguei a carregar quase 20kg com ela enquanto trocava de cidade… Depois que eu usei ela na Europa, um amigo meu foi para lá também e eu emprestei ela… Ele foi e voltou com a mochila intacta e ele também gostou muito da mochila…

      Posso te providenciar essa foto sim! Me dica mais ou menos como tu quer ela que eu tiro. Se tu quiser também posso te mostrar ela na webcam via skype/msn.

      Só pra confirmar, vc viu este link, https://picasaweb.google.com/115695075561620938588/KailashPeak5823?authkey=Gv1sRgCNvKo9X22KflLQ, né?

  6. Marcos Maranhão

    Olá Eduardo,
    Por incrível que pareça, 4 anos depois, também escolhi a Peak 58+23L para uma viagem pelo Chile. Como tenho uma máquina igual a sua + 2 lentes e tripé, gostaria que me informasse se ao despachar a bagagem você colocou tudo na esteira com a Nikon dentro, ou separou as 2 e levou a Nikon na Ataque junto com você?

    • Eduardo Fleck

      Olá Marcos!
      Levei a câmera e as peças adjacentes comigo na de ataque o tempo todo. Inclusive nos vôos que fiz!
      Você tem bom gosto… Abraços

  7. Beto

    Olá, Eduardo. Tudo bem?

    Sua opinião sobre essa mochila ainda se mantém a mesma? O que vc acha do material dela? Vi num site que é de poliéster. Daí, me bateu uma dúvida se as da T&R não seriam mais resistentes, por serem de poliuretano. Vc teria alguma ideia?
    Valeu!

    • Eae Beto, tudo certo!

      Seguinte, a mochila ainda existe e está 100%.
      Ela já foi a Europa duas vezes, foi ao Chile, Santa Catarina, São Paulo, Minas Gerais e Paraná.
      Eu não sou do tipo aventureiro, de subir morro e fazer trilha com a mochila. Mas to sempre andando de ônibus pra cima e pra baixo, vários albergues e tal.
      Gosto muito dela e não me arrependo da compra (Na época, paguei cerca de 400$)

      • Beto

        Valeu, Eduardo!
        Só mais uma dúvida: a mochila de ataque fica bem acoplada à cargueira ou fica meio bamba?
        Eu gosto de subir morro e fazer trilhas, às vezes, mas a maioria das minhas viagens são para ambientes urbanos mesmo. Então, acho que vai me atender bem, né?
        Valeu mesmo!
        Abração!

  8. Wagner

    Amigo, comprei esta mochila após ver seu post aqui…ótima mochila. Pergunto, vc já tentou usar somente a mochila maior (58l) como bagagem de mão? Será que vai na maioria das cias?

  9. Joaquim Felipe

    Olá, Eduardo Fleck. Tudo bem?

    Já faz algum tempo que pesquiso sobre mochilas cargueiras em sites especializados aqui no Brasil. Atualmente, com a apreciação do câmbio (disparada do dólar) e o aumento da inflação, os preços de mochilas estão inviáveis em boa parte das marcas conhecidas e confiáveis. Vi os seus comentários no site Mochileiros.com e fiquei interessado nessa mochila da Kailash. Apesar do site mencionado ter um post sobre a marca da sua mochila, e de ter alguns mochileiros que falam mal dessa marca, a sua experiência de viagens com a Peak 58+23 é muito válida para nortear aquela pessoa interessada em adquiri-la. Pelas fotos que vc disponibilizou no link dá para perceber que a mochila é bem construída e bem acabada. Pelas informações do fabricante, ela é confeccionada em Poliéster 600 PU, apesar desse material ser considerado inferior ao Nylon Ripstop e a Cordura 500, as suas experiências de viagens com ela nos mostram como essa mochila se sai bem e tem longevidade. Pesquisei o preço do modelo atual dela, que aparentemente difere “apenas” nas cores da sua, e está bem atrativo. Por sinal, baixou de preço. Vc saberia me dizer se o seu modelo é superior ao modelo atual? Por exemplo: a qualidade dos zíperes e dos engates rápidos, itens estes que se forem de baixa qualidade podem dar problemas precocemente. Pergunto isso porque no site do Mercado Livre está disponível um modelo do seu que segundo a vendedora é seminovo e tem também o modelo mais novo dessa mochila. Obrigado e parabéns pela aquisição.

    • Beto

      Joaquim, comprei uma em maio, acho que é o modelo novo. Fiz uma viagem de 15 dias em Cuba e a turma que tava comigo falou que foi uma ótima aquisição. A de ataque quebrou um galhão pra carregar coisas por lá. O único pequeno problema que tive foi com os engates de mosquetão. Teve 2 que perderam a mola, mas eu mesmo consertei depois da viagem. Foi só reencaixar uma peça. Eu recomendo.

      • Joaquim Felipe

        Obrigado pelo feedback, Beto. O modelo novo tem a cor preta como predominante com tiras amarelas. Bom saber que mais um mochileiro gostou dessa mochila, boas viagens para vc.

        • Beto

          A minha é do modelo novo, então, Joaquim. Aliás, acabei de arrumá-la para uma viagem a trabalho agora e é impressionante o quanto é confortável, como distribui bem o peso da bagagem, fazendo parecer mais leve. Desde a volta do mochilão que não uso e me surpreendi ontem. Não sei se porque minha mochila anterior era muito tosca e acabava parecendo que eu tava carregando mais peso do que tava de verdade, rsrs… Mas enfim, eu acho um bom investimento.

    • Eduardo Fleck

      Olá Joaquim! Tudo ótimo.
      Fico feliz que esse post continua ajudando o pessoal a avaliar a Kailash.
      Eu não sei te dizer se meu modelo é melhor ou não que o atual. Infelizmente não tive mais contato com as novas mochilas!
      Pelo que o Beto falou no comentário abaixo, parece que continua sendo uma boa escolha.

      Abraços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s