Arquivo do mês: novembro 2019

8 Coisas pra fazer em Praga sem turistas

Não crie falsa expectativas. É quase impossível não ir a um local com turístas em Praga. Como toda grande cidade Europeia, eles estão em toda parte. Mas existem alguns locais e algumas atividades que nem todo mundo fala sobre. Segue algumas dicas!

1 – Nature Park Hostivař-Záběhlice

O Hostivař foi uma descoberta no momento certo. Logo que chegamos em Praga, o calor do verão batia recordes e não dá pra substituir a cultura brasileira de ir a praia apenas com sombras de belas árvores no parque. Além de poder tomar um banho de lago, existem vários equipamentos para alugar: wakeboard, stand up paddle, barcos e etc.

O parque é afastado do centro da cidade e você vai ter que caminhar um pouco. A melhor entrada é pela rua “Nad úpadem” com a “K Jezeru” (cuidado, essa rua começa em um lado do parque e termina no outro!), sendo que você pode pegar o metrô vermelho até o fim da linha e um ônibus ou pegar direto algum ônibus. No momento em que escrevo, os ônibus 136 e 175 vão até lá, mas é melhor você confirmar.

2 – Riegrovy Sady

O Riegrovy Sady é o parque do pôr do sol. Uma das coisas mais “Praguenses” é comprar um vinho e ir tomar no parque olhando o sol se pôr. Uma dica, baixe o “Bolt” (Uber Eats etc.) no seu celular e peça uma pizza para entregar na esquina do parque. Também há um bar no meio do parque com cerveja e hot dogs. Não se acanhe, o tcheco leva suas bebidas para todos os parques e eventos. Pode ser vinho, ceva, vodka ou gim, ninguém se importa.

3 – Cerveja no Letná

O Parque Letná não tem nada de “escondido” e você verá milhares de turistas por lá. Na minha opinião, é o parque mais importante da cidade. Mas durante o verão, embaixo do metrônomo, existe um bar que vende snacks e cerveja, além de organizar sessões de cinema e festas. O pessoal sai do trabalho e começa a chegar lá pelas 18h, e fica até depois da meia noite.

4 – Biotop Koupaliště Lhotka

O Biotop Lhotka foi outra maneira que encontramos de matar o calor do verão Europeu. Um pouco afastado do centro, essa piscina natural é muito bonita e os tchecos vão lá para espantar o calor e tomar banho de sol. Tem um bar que vende comidas e bebidas, além de vestiários e banheiros muito bem organizados. A entrada é 100 coroas por pessoa.

5 – Náplavka

Outro local que os “Praguenses” vão após o expediente é a Náplavka, que fica na beira do rio. É legal para tomar uma cerveja nos “barco-bar” ou dar uma caminhada e ver os cisnes que estão sempre por ali.

6 – Stromovka

Stromovka é um dos maiores parques de Praga. É um pouco afastado, mas vale a pena o passeio. Minha dica seria alugar uma bicicleta e ir até lá pedalar ou fazer um piquenique.

7 – Střelecký Island

Střelecký Ostrov é uma ilha muito bonita na frente do Kampa. Muitos eventos acontecem lá, com palco e bar. Mas na verdade você não precisa de um evento para visitar a ilha, diversas pessoas vão lá todos os dias contemplar o rio, tomar um banho de sol, caminhar/correr ou fazer um piquenique. Você pode chegar lá de tramvaj.

8 – Uma partida de Futebol ou de Hockey

Recentemente publiquei um post sobre o futebol em Praga. Lá você pode encontrar as infos necessárias para ir a algum jogo. Outra opção legal são os jogos de Hockey do Sparta Praga. A temporada do hockey thceco vai de setembro até março e você pode encontrar os ingressos à venda no Tcket Portal.

Deixe um comentário

Arquivado em Praga, República Tcheca

Futebol em Praga

No dia em que escrevo esse texto, completo 3 meses morando em Praga. Em todas as novidades e experiências, sempre vem a comparação de como é no Brasil e como é na República Tcheca. No futebol não seria diferente.

Em Praga, existem 3 grandes times que se dividem na cidade, mas o grande clássico local é Sparta Praga x Slavia Praga. O Bohemians Praga corre por fora como terceira força. Nos finais de semana de futebol, não existem jogos dos times de Praga no mesmo dia: se um deles joga no sábado, o outro joga no domingo e o terceiro joga fora de casa.

Como ir aos jogos de futebol em Praga?

Dependo do jogo, pode ser complicado conseguir ingresso. Os times tem estádios pequenos e os “sócios” têm ingressos de temporada. Normalmente, os times dão uma semana de preferência para esses “sócios” retirarem os ingressos e depois abrem a venda. Em clássicos, jogos de copa e jogos contra times mais tradicionais da República Tcheca (Baník, Pilsen e etc), fica complicado achar ingresso. O melhor é acompanhar umas 3 semanas antes em sites como o https://www.ticketportal.cz. Dica importante: imprima seu ingresso, não retire no local.

Enquanto escrevo esse texto, o Slavia Praha passa por um dos maiores momentos da vida do clube: com uma semifinal de Copa Europa na temporada passada, agora no grupo da morte na Champions (Barça, Inter e Borussia Dortmund) e invicto no campeonato tcheco, está bem complicado conseguir ingressos para os jogos do clube.

A seguir, minha experiência nos jogos de cada clube.

boh1

O Bohemians é o time mais simpático da cidade. Tem um estádio bem modesto e uma torcida mais alternativa (uma das poucas de esquerda da República Tcheca). Seu estádio é localizado em Praga 10, e é servido por trams e ônibus. Os ingressos são um pouco mais baratos que dos dois outros times da cidade (entre 120 e 300 coroas, ou 20 a 50 reais).

Sua torcida ultra é chamada de Sektor 1905 e fica atrás do único gol que tem arquibancada. A torcida adversária fica na lateral do campo, junto ao gramado, numa posição de dar inveja aos setores “sociais” dos estádios do Brasil.

boh2.jpeg

Meu primeiro jogo do Bohemians começou inesperadamente com um convite de um colega de trabalho que nem gosta de futebol e que, provavelmente, só vai ao jogo pela cerveja e maconha. Comprei meu ingresso no ticketportal.cz e marquei para retirar o “ingresso no local”. Chegando lá, não havia local para retirar ingresso e ninguém soube me explicar o que fazer (depois descobri que eu precisava ir a um dos pontos de “retirada de ingresso” do ticketportal, todos longe do estádio). No final das contas, perdi a “cerveja pré-jogo” na frente do estádio e acabei comprando outro ingresso “na catraca”.

Dentro do estádio, a sensação era de um jogo importante do interior Gaúcho, com menos de 5 mil pessoas no estádio. No “tobogã” atrás do gol não há cadeiras e os ultras tocam dois “bumbos”. Dentro do estádio, o aleatório mascote “Canguru” acena para as crianças.

Já entrei com a bola rolando e peguei um chopp (45 coroas, algo como 7 reais) e apenas observei as comidas típicas do cenário futebolístico de Praga. No segundo tempo, mais chopp e, agora sim, cachorro quente. No campo, o Bohemians fez um grande jogo contra o FK Mladá Boleslav e ganhamos de 3×0. Consegui, ainda, gravar o golaço de falta do Petr Hronek.

Procurando por mais jogos, vi esse jogo do Sparta contra o Baník e decidi conversar com meu único colega de trabalho que realmente gosta de futebol e torce pelo Sparta. Segundo ele, a torcida do Baník era “muito legal” e seria um ótimo jogo. Essas palavras me convenceram a comprar o ingresso. Gastei 250 coroas (40 e poucos reais) para um setor atrás do gol, que eu imaginei ser o mais próximo dos ultras. Em mais uma falha minha na saga dos ingressos, acabei embaixo dos ultras e quase não pude ver o que acontecia no setor deles.

O acesso ao estádio do Sparta é de longe o melhor da cidade. Atrás do parque Letná (talvez o mais famoso da cidade), você pode chegar lá de tram, ônibus ou metrô. Como a linha que vai até o estádio é a mesma que passa perto da minha casa, decidi pelo metrô (normalmente prefiro andar de tram por aqui). Levei duas Staropramen’s (cerveja da cidade) e curti o movimento da torcida antes de entrar no Generali Arena (conhecido como Letna Stadium, para os antigos).

Na entrada do estádio, conversei com um simpático senhor que vendia bottons de todos os clubes e do Sparta. Ele reconheceu a minha camisa do Inter e me mostrou dezenas de bottons da América do Sul, e a maior surpresa foi ver um da FGF (Federação Gaúcha de Futebol), mas também vi Botafogo, Argentina, Uruguai, Peñarol e outros. Comprei um botton do Sparta na mais pura forma de agradecimento.

spa4

Dentro do estádio, um bom jogo com domínio do Sparta o tempo todo. Tomei uma cerveja (45 coroas) antes do jogo e também no segundo tempo, quando provei mais uma das iguarias da culinária de estádio. A torcida do Baník é realmente “muito legal”. Com bandeiras e pirotecnias que dificilmente se vê nas torcidas visitantes do Brasil. Cantaram e rivalizaram com a torcida do Sparta o jogo todo. No outro dia, descobri que as duas ultras brigaram depois do jogo para a surpresa de 0 pessoas.

Duas semanas antes de ver esse “clássico” da cidade, eu tentei ver Slavia x Sigma, mas não tive sucesso. Como eu não tive problemas comprando o ingresso para o jogo do Bohemians, pensei que poderia chegar lá e comprar o ingresso direto. Pra minha surpresa, os ingressos haviam esgotado na semana anterior e acabei voltando para casa.

sla1

O Sinobo Stadium é muito bonito e novo (foi inaugurado em 2006), vale a pena o passeio. Gostei do modo como deixaram as arquibancadas em “apenas um andar”, no maior estilo paredão. O acesso se dá por tram e ônibus.

Voltando ao “clássico”, fiquei surpreso de ter conseguido os ingressos. Comprei no site do ticketportal.cz umas duas semanas antes do jogo. Chegando ao estádio, percebo que ele não está cheio. Só depois fui descobrir que o Slavia estava com um time todo reserva pois tinha jogado pela “pré fase de grupos” da Champions League no meio da semana. Mesmo assim, o Slavia dominou todo o jogo e o Bohemians não teve chance.

Na arquibancada, olhei o jogo na TS Tribune, que são os ultras do Slavia. Para minha surpresa, os ultras estavam brigados com a torcida do Slavia. Teve briga, cartaz de protesto e metade dos ultras não cantou, ficando de costas para o jogo. Uma vergonha. Conversando com os Tchecos sobre o acontecido, parece que a torcida do Slavia é bem problemática. Coincide bem com o que eu vi no estádio, um grupo de mimados com camisas pretas fascistas.

1 comentário

Arquivado em Bohemians, Futebol, Praga, República Tcheca, Slavia Praha, Sparta Praha